Harvard lança nova pirâmide alimentar

Pirâmide alimentar de Harvard.

A Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard criou o Healthy Eating Plate (HEP, Prato de Alimentação Saudável, em tradução literal) bem fácil de entender.

O guia visual indica a proporção de cada classe alimentar no prato. Claro que faltou informar como escolher a opções mais saudáveis (por exemplo, massa integral ou refinada?) e também não orienta que algumas proteínas são melhores do que outras.  Na dieta mediterrânea, está claro que os peixes são indicados como fonte de proteína mais saudável do que as carnes vermelhas.

De qualquer forma, a iniciativa é válida. Até porque o objetivo é apenas ilustrar a importância de cada grupo de alimentos para uma refeição saudável. Afinal, os americanos sofrem com a epidemia de obesidade — consequência do alto consumo de alimentos industrializados, com excesso de carboidratos e de carnes processadas no dia-a-dia.

Abaixo, algumas dicas da Pirâmide de Harvard:

Legumes: Pode comer à vontade, mas não exagere nas batatas.
Frutas: Pelo menos três tipos.
Cereais: Dê prioridade aos integrais.
Proteínas: Consuma mais peixes, aves, feijão e nozes. E consuma menos carne vermelha.
Gorduras: Prefira óleos vegetais. Diminua o consumo de manteiga e não coma mais gordura trans (fique de olho nas embalagens de margarinas, biscoitos e bolos prontos!)
Líquidos: Beba mais água e tome menos sucos industrializados (são muito açucarados). Diminua o açúcar do chá e o do café.
Laticínios: Duas porções de leite e laticínios por dia, no máximo, está de bom tamanho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *