Confira como foi o Prêmio Nacional Dólmã

Em Recife, no dia 29 de maio, o Prêmio Nacional Dolmã de gastronomia reuniu em sua primeira edição 64 chefs de cozinha, indicados de 18 estados e no Distrito Federal nas categorias Nacional e Estadual. Criado em junho de 2013, o projeto do Prêmio Nacional Dólmã foi desenvolvido no meio digital, no Facebook. “Desde as primeiras postagens, a iniciativa inédita ganhou um corpo gigante na internet, mobilizando o Brasil em menos de um ano”, informou o idealizador e organizador do prêmio, Geraldo Guerra Júnior.

Em Boa Viagem, na Arcádia, a cerimônia foi elegante e divertida e compriu seu objetivo de reconhecer a capacidade profissional dos chefs de cozinha, que contribuem para o aquecimento da economia brasileira. O chef César Santos, contemplado como o melhor do Brasil se mostrou empolgado com o prêmio. “Parabenizo a todos as pessoas que criam projetos para reconhecer o nosso trabalho e aos chefs vencedores. Estou muito feliz”, declarou.

Já na categoria Estado, foram indicados três chefs de cozinha em cada estado participante, no qual saiu apenas um vencedor. Da Paraíba, o campeão foi Adeilton Meira, que disputou o título de “Melhor Chef” com Fátima Lima e Fernando Franco.

No evento, Fernando Franco foi representado pela assessora de imprensa da casa, Sandra Vasconcelos, mas enviou o seu recado aos organizadores. “Qualquer iniciativa que reconheça o papel do chef de cozinha, que tanto contribui para a cultura como para a economia do nosso país, merece aplausos. Estou lisongeado por fazer parte como indicado nesta primeira edição e parabenizo a ação do grupo Conforto Gastronômico e Geraldo Guerra Júnior por idealizar este prêmio”, disse.

O chef Adeilton dedicou o prêmio à Paraíba e ao carinho de todos que votaram nele, tanto nas redes sociais como também aos jurados. Atualmente presta consultoria, mas revelou que deve abrir, já no início do segundo semestre, seu mais novo restaurante no Bessa, em João Pessoa.

Chef Cesar Santos, de Pernambuco, eleito o melhor do Brasil.
Chef Cesar Santos, de Pernambuco, eleito o melhor do Brasil.
Adeilton
Adeilton Meira, premiado como Melhor Chef da Paraíba.

 

Chefs premiados na primeira edição do Prêmio Nacional Dolmã.
Chefs premiados na primeira edição do Prêmio Nacional Dolmã.

Todos os chefs vencedores levaram para casa uma estatueta de bronze, assinada pelo artista plástico mineiro Léo Santana, confeccionada especialmente para a premiação. Entre as atrações da noite, o destaque foi a apresentação do trombonista Raul de Souza, considerado o número 1 do trombone pela crítica internacional, acompanhado de algumas integrantes da Orquestra Criança Cidadã. A cerimônia do Prêmio Nacional Dólmã é anual e itinerante, ou seja, será realizada a cada ano em um estado brasileiro. A próxima cidade a sediar a premiação é Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, em 2015.            

 

Lista dos chefs vencedores: CATEGORIA NACIONAL César Santos   CATEGORIA ESTADO Alagoas – Lucas Padilha Amazonas – Paulo Fortunato Ceará – Bernard Twardy Goiás – Marcia Pinchemel Mato Grosso – Ariani Malouf Minas Gerais – Paula Cardoso Paraná – Alessandro Dirienzo Rio de Janeiro – Ana Ribeiro Rio Grande do Sul – Xavier Gamez São Paulo – Cássio Prados Amapá – Dom Garcia Bahia – Tereza Paim Distrito Federal – Sandra Degraf Maranhão – Nicolas Navez Mato Grosso do Sul – Magda Moraes Paraíba – Adeiton Meira Pernambuco – Leandro Ricardo Rio Grande do Norte – Daniel Simplicio Santa Catarina – Helton Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *