Massa! Dia 10 de julho é o Dia da Pizza!

Em São Paulo o Dia da Pizza é comemorado há 25 anos. A data foi instituída pelo então secretário de turismo, Caio Luís de Carvalho, depois do sucesso de um festival para eleger as 10 melhores receitas de mussarela e margherita.

Um dia para comemorar o alimento trazido pelos italianos faz muito sentido. O paulistano já consome mais pizza do que no país de origem e fica atrás apenas de New York.  São cerca 6.000 pizzarias que produzem cerca de 370 milhões de pizzas por ano, segundo os dados da Associação de Pizzarias Unidas de São Paulo.

Como temos um pé na cozinha de São Paulo (afinal o Divina Itália nasceu e continua por lá) a gente continua apaixonado pela redonda e entusiasmado com o sucesso da nossa pizza aqui em João Pessoa, na Paraíba.

Para falar honestamente, a pizza é o xodó do Franco, chef da casa.  Ela é servida em  porção individual, tem massa crocante desenvolvida para ser comida até com as mãos, de maneira mais informal.  Os sabores são mussarela, calabresa, margherita, frango e do chef (com pesto).

História da pizza: Reza a lenda que a pizza nasceu em Nápoles e que a pizza margherita foi criada para homenagear a rainha da Itália Margherita di Savóia em visita à Napoles, em 1889. O pizzaiolo Raffaele Esposito, dono da Brandi, uma pizzaria de 1780 que funciona até hoje se inspirou nas cores da bandeira italiana e criou a combinação: queijo, tomate e manjericão.

Para os ortodoxos da “Associazione Verace Pizza Napoletana”, a pizza só deve ter massa, molho de tomate e queijo (mussarela de búfala). Segundo o estatuto, a massa deve ser feita à mão com farinha de trigo e azeite de oliva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *