Comida e futebol: tudo a ver

Partidas de futebol entre Coríntians e Flamengo (Libertadores) fecham o Divina Itália nas próximas quartas-feiras.

Nesta casa são todos loucos por futebol. O Franco e Fernando são corintianos, a Djanira é flamenguista. Na cozinha, diversos “Roxos e Doentes”.

Na quarta-feira, a agenda previa  Flamengo x Corínthians pela oitavas-de-final da Libertadores da América, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Para evitar que o caldo entornasse ou que a cozinha desandasse, o restaurante fechou e todos foram juntos — de flâmula, bandeira e patuás — torcer pelos seus respectivos times.

Medida cautelar e sábia que deve prevalecer também na próxima quarta-feira, quando  haverá Corínthians x Flamengo, no estádio do Pacaembu, em São Paulo. Afinal, o Divina é um restaurante italiano, não grego! Assim evitamos pratos quebrados no momento dos pênaltis ou daquela falta polêmica marcada pelo juiz sempre filho da mãe.

Lembrete:  na Paraíba não é permitido falar palavrões no estádio durante o jogo!!! Você acha que a lei pega em partidas como esta?

Fernando e Franco entusiasmados com as camisas (uma retrô e outra do centenário) trazidas de São Paulo por outro corintiano: Francisco Milhorança, da Babel das Artes