Descubra o divino sabor dos funghi secchi

Na Itália, funghi é simplesmente o plural de cogumelos. Por isso, funghi secchi não é uma espécie de cogumelo. Funghi secchi é a denominação para qualquer cogumelo desidratato ou seco.

Os Funghi Porcini (Boletus Edulis) são uma espécie que só nascem na Europa no Hemisfério Norte (América do Norte e Europa). Como é delicado e perecível, são desitradados para garantir a sua durabilidade. Quando desidratados são chamados de Funghi Porcino Secchi. Na Itália o Porcini é encontrado em 95% do país. No Brasil eles são um dos mais caros ingredientes encontrados nas prateleiras dos supermercados.

Existem outros tipos de funghi encontrados no Brasil como o japonês Shiitake e Shimeji, além do Funghi Chileno. Este último, muito usado em receitas italianas contemporâneas.

O funghi secchi Chileno ou funghi secchi selvagem são as denominações das diversas espécies de cogumelos comestíveis provenientes do sul do Chile, entre elas a Coprinus, Tremella fuciformes e Enoki.

A diferença entre o italiano e o chileno está na cor e na suavidade do sabor. Os funghi italianos são claros e mais delicados enquanto os chilenos são escuros e têm sabor mais acentuados.

licença creative commons
Funghi Secchi Italiano da espécie Boletus Edulis ou seja, o Porcini

Dica pra quem não conhece: para usar os funghi secchi, lave-os rapidamente sob um jato d´água e deixe-os de molho em água morna por meia hora para hidratar. A água precisa apenas cobrir os cogumelos no recipiente, não muito mais do que isso. Depois de hidratados, esprema para sair o escesso de água e guarde o líquido escuro para usar na receita. No Divina usamos o funghi nos molhos para acompanhar massas e também no risoto.